Como fazer roupa para cachorro com manga de blusa

12:56 0 Comments A+ a-

E mais uma vez o inverno chegou e com ele as baixas temperaturas, que nos fazem dormir com três ou mais cobertores, tirar os agasalhos velhos do guarda-roupa e andar abarrotados pelas ruas pela grande quantidade de peças utilizadas ao mesmo tempo. No entanto, não somos os únicos seres a sofrerem com a frente fria, isto é, além de nós (humanos), os animais também sentem frio, em especial aqueles de pelos curtos e que residem em ambientes externos, como garagem, área de serviço, canil e outros.

E como ajudar estes nossos amigos de quatro patas? Todo mundo já sabe, mas não custa lembrar, certo? Cobertores, caminhas ou casinhas livre de correntes de ar e roupinhas. Porém, no quesito roupinha para cachorro, nós do Blog Last Heaven, podemos lhe ajudar !!!

Como fazer roupa para cachorro com manga de blusa

Mas a dica da vez é super incrível, rápida e muito prática. Que tal confeccionar roupa para cachorro com manga de blusa? Isso mesmo, sabe aquela sua blusa que você não usa mais porque atualmente acha ela brega e fora de moda? Então, esta pode ser uma peça muito útil para seu pet nestes dias mais gelados, principalmente, se você não está com as condições financeiras no período mais favorável ou se já cansou de comprar roupas para seu cachorro destruidor.

Assim, para fazer a roupinhavocê precisará de materiais que você certamente dispõe em sua casa, como uma blusa velha e tesoura, e como item opcional, linha e máquina de costura, ou simplesmente, habilidade com costura. Mãos a obra? Siga os passo logo abaixo e veja como é fácil agasalhar seu pet:

1° Passo: Encontre uma blusa, isto é, uma manga que será uma roupinha ideal para seu o cachorro. Desta forma, avalie a espessura da manga e a circunferência, em especial, do abdômen de seu pet para evitar que ela fique larga ou apertada demais.
2° Passo: Estique a peça em uma superfície e corte a blusa na ponta tendo em mente o tamanho de seu animal de estimação, assim lembre-se que tal ponta será a gola do agasalho pet.
3° Passo: Em seguida, separe a manga do restante da blusa, e caso seu cachorro seja maior, você pode adicionar um pedaço de tecido para que a peça cubra todo o animal, caso contrário, corte mais.
4° Passo: Este é um passo opcional, e que vai depender do tipo de tecido que você está utilizando para fazer a roupinha, isto é, caso seja lã, necessariamente você terá que costurar as extremidades. Caso contrário, este passo não passa de um acabamento da roupinha.
5° Passo: Agora, abra buracos para as patas de seu cachorro, e para certificar em qual altura você deve fazer estes furos, meça a peça junto ao corpo de seu pet.

6° Passo: Este é mais um passo opcional, que consiste especialmente dar acabamento a peça.
7° Passo: Vista o seu cachorro com a roupinha de manga de blusa e garanta maior conforto durante este inverno.

10 Maneiras para Deixar o Pelo do seu Cachorro Saudável e Brilhante

17:59 0 Comments A+ a-

Manter o pelo do seu cachorro macio e brilhante é muito importante, pois reflete a saúde e o bem-estar do seu bichinho. E não importa se a pelagem do seu pet é curtinha ou não. É preciso ficar sempre de olho para deixar seu cão com um pelo impecável. Essas 10 dicas vão te ajudar:

1. Preste atenção no que o seu cachorro está comendo

Cães que se alimentam com ração de baixa qualidade ou comidas caseiras sem critério e não balanceadas podem ter dificuldades em obter os nutrientes necessários pra conservar um pelo bonito. Dietas com baixo teor de gordura causam déficit de Ômega 6, o que resulta num pelo grosso e seco. Leia sempre a composição de cada ração.
2. A comida do seu cachorro deve estar sempre fresca

A comida do seu cachorro pode sofrer oxidação se exposta ao ar e isso faz com que grande parte dos nutrientes das rações se perca. É simples: guarde-a e não deixe exposta ao ambiente.
3. Adicione ácidos graxos com Ômega-3 à dieta do seu cachorro

Óleo de semente de linhaça ou óleo de peixe ajudam a conseguir pele e pelos saudáveis. Só tenha cuidado com a superdosagem, que pode provocar problemas estomacais no seu pet.
4. Tenha uma boa rotina de banhos

Dependendo da raça e do pelo do seu cachorro, a rotina de banhos dele tende a ser diferente. Enquanto alguns cães só precisam de banhos esporádicos, outros devem ser ensaboados semanalmente. Seu veterinário vai te ajudar a descobrir isso.
5. Escolha o xampu correto

Se a pele do seu cachorro é seca, considere xampus com aloe vera ou aveia. Existem também os do tipo hipoalergênicos, além dos xampus específicos para certos tipos de pele ou pelo.
6. Escove e remova os pelos soltos do cão regularmente

Não importa se a pelagem é grande, média ou curta. Alguns cães soltam mais pelos que outros e é sempre importante escovar, pois isso faz parte da higiene dele.
7. Suplementos com óleo de coco

São muitos os benefícios que o óleo de coco traz aos seres humanos e ele também podem fazer bem ao seu bichinho. Além de ajudar a regular a digestão e prevenir infecções, uma dose periódica do óleo também é boa pros pelos.
8. Banhos de aveia

Você pode comprar xampus com aveia, mas um banho caseiro com esse produto pode trazer grandes melhorias à saúde do pelo do seu melhor amigo. Além disso, é bem mais barato. A aveia suaviza o pelo e hidrata a pele. Ótimo para cães com alergias.
9. Remédios à base de ervas

Cavalinha e spirulina (uma tipo de alga) são boas opções para dar ao seu cachorro. A cavalinha contém silica, que ajuda a ter pelo, pelos e ossos saudáveis. Já a spirulina tem vitamina B e carotenoides, ótimos para uma pele bonita. Sempre consulte seu veterinário antes de dar qualquer remédio, natural ou não, ao seu cachorro.
10. Converse com o veterinário

E por falar em veterinário, é sempre importante ter o diagnóstico dele. Se seu cachorro tem muita coceira e não tem sinal de pulga, carrapato ou sarna, pode ser alguma alergia. O vet pode recomendar alguns tratamentos para solucionar isso ou uma mudança da dieta. Cada cachorro é diferente, então tenha certeza de que você está fazendo o melhor pro seu cãozinho.

Como Diminuir a Queda de Pelos em Cães

02:23 0 Comments A+ a-


Praticamente todos os cães "trocam" de pelos. Os pastores alemães são os que mais perdem (várias vezes durante o ano), mas até mesmo os que menos sofrem com as quedas da pelagem (como os poodles) passarão por esse processo. As estações e o clima influenciam bastante nesse aspecto, mas a saúde geral do cão é o fator que mais modifica a quantidade de pelos que se desprende. O cachorro que "troca" de pelagem mais do que o normal (de acordo com a raça) pode ter algum problema de saúde oculto. É impossível fazer com que os pelos parem de cair totalmente, mas ao manter o animal saudável e bem cuidado, esse processo será menos incômodo ao dono.


Alimente o cão adotando uma dieta de alta qualidade. 


  • Uma das melhores maneiras de reduzir a queda de pelos em cachorros é fornecendo uma dieta saudável a ele. As rações baratas são geralmente de má qualidade e difícil digestão, possuindo grãos e milho. Em vez disso, compre as que possuem carne como ingrediente principal. As rações de melhor qualidade são um pouco mais caras, mas não são nocivas ao pet por várias razões. Quando são ricas em nutrientes e carne, elas serão de fácil digestão e absorção, controlando a perda de pelos e evitando a secura na pele do cão, além de promover manter a boa saúde geral do animal. Lembre-se de que quanto melhor a nutrição, menor a perda de pelo, mas ela não será totalmente eliminada.
  • Cães com alergia ou sensibilidade a certos ingredientes são mais suscetíveis aos ingredientes que causam a queda da pelagem. Pode ser necessário experimentar diversos tipos de rações antes de encontrar a mais adequada para o animal; entre em contato com o veterinário para obter dicas e recomendações.
  • Não dê suplementos vitamínicos adicionais ao cão, ao menos que seja recomendado pelo veterinário. A "hipervitaminose", ou envenenamento por vitaminas devido ao consumo em excesso, pode resultar em problemas de saúde para o cão.

Adicione azeite ou semente de linho à ração. 

  • Uma colher de chá (5 ml) a cada 4,5 kg (em relação ao peso do cão) é um bom início. Tais óleos possuem os ácidos graxos ômega-3, que auxiliam a combater a pele inflamada, a diminuir a caspa e a melhorar a textura dos pelos.
  • Muitos pet shops também vendem suplementos com ômega-3 na forma de cápsula ou em pó. Consulte um veterinário para que ele defina a melhor forma de administração do suplemento para o cão.
  • Outra opção é aumentar a ingestão de ômega-3 dando a ele salmão, atum ou qualquer outro tipo de peixe rico nesses tipos de ácidos graxos. Outra boa alternativa é a pele de peixe, mas nunca dê os espinhos do animal aquático, pois eles podem quebrar e fazer com que o cão engasgue
De vez em quando, dê comida (e não ração) para o cachorro. 


  • Maçãs fatiadas (sem sementes, que possuem um pouco de cianeto, substância tóxica e que pode acabar acumulando no organismo dele), bananas, pepinos e carnes magras bem cozidas (sem ossos) são todos alimentos bem úmidos, ajudando o animal a manter-se hidratado. Além disso, eles também fornecerão nutrientes saudáveis e que ajudam a pelagem do cão a ficar brilhosa e suave, reduzindo a queda de pelos. Porém, não esqueça que apenas 5-10% da ingestão diária do cão deve ser de comida "humana" – o resto deve ser constituído de ração de boa qualidade.
  • Muitos alimentos podem ser dados aos cachorros e, em alguns casos, são até saudáveis. No entanto, existem alguns que nunca devem ser dados ao pet. A American Society for the Prevention of Cruelty to Animals (Sociedade Americana de Prevenção de Crueldade contra Animais) possui uma lista completa dos alimentos nocivos, onde estão incluídos abacate, uvas, chocolate, laticínios, cebolas e até carne crua
Dê água fresca ao cão. 


  • Ele precisa sempre ter a tigela bem cheia de água, pois a desidratação pode deixar a pele do animal seca, aumentando a queda de pelos e até acarretando algumas doenças. Por isso, é importante sempre permitir que o cachorro tenha acesso livre a quanta água (limpa e fresca) que ele desejar.
  • Outra opção é fazer com que o cão ingira mais água incorporando alimentos "molhadinhos", ou seja, que possuem água na constituição. As rações caninas do tipo úmido possuem até 78% de umidade, comparado aos 10% de rações secas, sendo uma boa maneira de manter o pet hidratado.

Escove a pelagem do cão. 


  • Isso removerá os pelos soltos e em excesso, redistribuindo os óleos na pele dele, deixando os pelos saudáveis e lisos.Dependendo do tipo do pelo do cão, utilize uma escova mais lisa, de cerdas ou um pente de ancinhos.
  • As de cerdas funcionam melhor em cães de pelos curtos e suaves (como das raças Terrier, Pug e Galgo). As escovas desse tipo, para cães, são semelhantes às de cerdas utilizadas para o cabelo humano.
  • Já as escovas lisas são recomendadas para cães com pelo médio ou enrolado (como nas raças Golden Retriever, Cocker Spaniel e São Bernardo). Elas possuem dentes bem finos, juntos e curtos.
  • Os pentes de ancinho são ideais para os cachorros de pelo longo e subpelo grosso, como nas raças Pastor Alemão, Collie e Chow Chow. Compre esse tipo de pente com dentes compridos como a pelagem do animal para retirar a camada morta de pelos em contato com a pele.
Use tosquiadeiras para cães que perdem pelos em excesso.

  •  Um pouco antes da primavera, quando os cães "trocam" a pelagem do inverno e no outono, quando os pelos para o inverno começam a crescer novamente, passe a tosquiadeira para tosar o animal. Os cães que vivem dentro de casa na maior parte do tempo podem "trocar" de pelo várias vezes por ano.
  • Quando os cães têm pelos ralinhos, um pente de borracha já retirará uma boa parte da camada solta. Já os de pelagem densa provavelmente precisarão de ferramentas, como os pentes de ancinho ou lâminas para aparar o pelo.

Dê banhos regularmente. 

  • Quando o pet toma banho frequentemente, os pelos soltos geralmente se desprendem dentro (ou fora) da banheira, e não sobre os móveis. Porém, não é recomendado exagerar nos banhos, pois a pele dele poderá ficar ressecada, fazendo com que os pelos caiam. Pesquise qual deve ser o regime de banhos do cão (de acordo com a raça) ou pergunte ao veterinário.
  • Utilizar um secador após o banho pode ajudar se o cachorro tiver pelos compridos. Use a opção com a menor emissão de calor possível (ou com ar frio, se houver). Antes de tudo, seque-o com uma toalha e depois use o secador para retirar os pelos soltos.

Combata as pulgas. 

  • Cães pulguentos se coçam demais, fazendo com que os pelos caiam. Se as pulgas não atacarem o pet, a pele dele não ficará tão irritada e a presença de caspa será menor, diminuindo também a queda dos pelos.
  • Caso o pelo do cão continue caindo mesmo utilizando todos os métodos e remédios acima, marque uma consulta com o veterinário. Cães que perdem pelo em excesso podem estar sofrendo de alguma condição que ainda não foi diagnosticada, como alergias dermatológicas, infecções ou parasitas
  • Ao notar que o cão lambe frequentemente as patas ou rosto, leve-o ao veterinário imediatamente. Isso pode aumentar a perda de pelos e indicar um problema mais grave.
  • Cães que possuem "manchas" sem qualquer pelo, pele escamosa, lesões expostas ou pelos quebradiços devem ser analisados imediatamente por um especialista, já que tais indícios podem sinalizar graves problemas de saúde.

Como dar banho no seu cachorro

00:15 0 Comments A+ a-

Uma higiene regular é muito importante para a saúde do seu animalzinho

A higiene dos caninos é muito importante. Ela garante que eles permaneçam saudáveis, longe de sujeiras e enfermidades. Cada raça tem uma certa frequência de banhos e isso deve ser levado em consideração quando decide ter um animalzinho. Mas, se o seu pet já está na hora de ser limpo e você não quer ir em um pet shop, deve estar se perguntado: como dar banho em cachorro dentro de casa?
Não é uma tarefa complicada, basta saber algumas dicas para não ter erro na tarefa. Com os produtos certos e os cuidados necessários, seu animalzinho vai ficar limpinho e cheiroso, de forma econômica. Confira algumas dicas para saber como dar banho em cachorro sem sair de casa. 



Saiba como dar banho em cachorro de forma fácil e sem precisar sair de casa


Escove regularmente seu animal

A escovação dos pelos é muito importante para manter uma limpeza básica do seu pet. É uma manutenção simples e que garante a boa saúde da pelagem, pois remove os pelos soltos. Antes do banho é recomendado fazer uma escovação, pois melhora a eficiência do shampoo e dos cosméticos de tratamento.
Para as raças que tenham um pelo fino e longo, um spray desembaraçante é uma boa recomendação, já que facilita o processo de escovação e garante um melhor resultado. 
Na hora de realizar essa tarefa, tenha calma e paciência, pois a escovação deve ser feita de maneira firme e cuidadosa. Isso deve ser agradável para o animal, então não tenha pressa. Se aplicar força demais o pet se machuca e pode ficar traumatizado.
Comece da cabeça em direção a cauda. Para animais com pelagem grossa primeiro escove no sentido contrário do crescimento do pelo e para fora. Quando todo o pelo estiver escovado assim, escove novamente mas no sentido do pelo agora. Para todos os outros tipos de pelo, escove no sentido normal. 

Escolhendo os produtos de limpeza


Os produtos para dar banho no pet devem ser shampoos e cosméticos especiais para ele, de acordo com a pelagem do seu animal, condição da pele ou resultado final. Jamais use produtos humanos. Compre em qualquer pet shop de acordo com o seu cachorro. Fique atento se o seu animal apresenta alguma necessidade especial, pois deve-se comprar produtos adequados a essas necessidades. 
Se o seu cão apresenta alguma doença de pele ou alergia, consulte um veterinário para que ele recomende um produto específico e especial para o tratamento da enfermidade. Assim, você dá banho e cuida do problema ao mesmo tempo.

Hora do banho

Primeiramente escolha um local adequado para o banho ser realizado. Se seu animal for pequeno, pias e tanque resolvem, mas se for grande, o banheiro ou banheiras próprias para animais são melhores. A água deve estar morna para que o shampoo tenha mais efeito. Mangueiras externas, mesmo que convenientes, não são uma boa alternativa pelo fato da água estar fria. 



Saiba como dar banho em cachorro de forma fácil e sem precisar sair de casa



Os melhores horários são momentos mais quentes do dia, para que o animal não sinta tanta diferença de temperatura. Antes do banho, proteja as orelhas do pet com bolas de algodão, para evitar entrar água e aplique uma pomada oftálmica para proteger os olhos.

Enxague completamente, prestando bem atenção na região da virilha, axilas e entre os dedos. Se necessário, aplique o shampoo novamente e repita o processo. Use um condicionador após o shampoo, se quiser uma pelagem leve, sedosa e brilhante.
Primeiro molhe completamente o cachorro com água e aplique o shampoo. Massageie do pescoço à cauda. Lave bem as patinhas, entre os dedos, a virilha e as dobras, além das áreas íntimas. Use um pano molhado com água e shampoo para lavar a face do animal tomando cuidado com a região dos olhos. 

Secando o pet

Utilize uma toalha para remover o excesso de água, esfregando-a levende pelo corpo do animal. Passe primeiro no sentido contrário do pelo e em seguida no sentido dele, a partir da cabeça até a cauda.
Animais de pelos longos devem ser penteados para evitar que os pelos se embracem enquanto o animal está secando. Se o seu cão permitir, use o secador. Ele é ótimo para animais com pelos compridos. Direcione o jato de ar morno, nunca quente, da raiz dos pelos até a ponta. Faça isso enquando escova os pelos. 

Mantenha o animal aquecido e longe de frestas enquanto os pelos secam. Não permita que ele saia enquanto os pelos não estiverem completamente secos. Isso evitará futuros resfriados. 
Agora que já sabe como dar banho em cachorro em casa, aproveite as dicas e veja se o seu animal prefere esse método de limpeza em vez ou do pet shop. Observe seu comportamento e escolha o jeito ideal para manter seu pet limpo e confortável. 

Por que o cachorro treme enquanto dorme

18:33 0 Comments A+ a-

Seu cachorro adormecido repentinamente começa a mover os pés, mas seus olhos permanecem fechados. Seu corpo começa a tremer e tremer, e ele pode vocalizar um pouco. Ele parece estar correndo, possivelmente perseguindo algo em seus sonhos. O que está acontecendo?

Cachorro sonha?


Assim como nós, os cães sonham. Eles passam por três estágios de sono: NREM, movimento não-rápido dos olhos; REM, movimento rápido dos olhos; e SWS, sono de ondas leves. É no estágio SWS que um cão respira profundamente enquanto está dormindo. Especialistas em animais teorizam que os cães sonham durante o estágio REM e agem em seus sonhos por contração ou movendo as quatro patas como se estivessem perseguindo um coelho.

Cães que dormem encolhidos devem manter seus músculos tensos e, portanto, ficam menos relaxados do que os cães que se esticam quando dormem e menos propensos a contração muscular em seu sono.

Por razões ainda não explicadas, filhotes e cães idosos tendem a se mover mais durante o sono e a sonhar mais do que cães adultos. Se você estiver dormindo perto, estes cães podem involuntariamente acordá-lo por causa de seus movimentos corporais.
 


O que fazer quando seu cão está sonhando

 
Não entre em pânico quando vir seu cão se contrair. Gentilmente chame seu nome para acordá-lo. Alguns cães podem ser sensíveis e reativos durante o sono, por isso, não use sua mão para despertar seu cão ou você pode ser mordido. Para sua segurança, honre esse adágio de “deixe em paz os cães que dormem”.
 
Alguns cães tem pesadelos e acordam assustados. Fale com eles calmamente para tranquilizá-los ao acordarem.
Baixas temperatura podem fazer com que os cães se contraiam durante o sono, na tentativa de esquentarem seu corpo. Se você suspeitar que este é o caso, aumente o calor, forneça ao seu cão um cobertor ou coloque uma roupinha nele.

Como saber se é uma convulsão?


Saiba a diferença entre as contrações benignas durante os sonhos e uma convulsão. Durante o sono, seu cão pode fazer um movimento espasmódico ou dois, mas ele voltará para um sono tranquilo. Se chamar o nome dele, ele acordará. Durante uma convulsão, o corpo do seu cão fica rígido, treme fortemente e pode endurecer. Ele pode perder a consciência e ofegar excessivamente. Ele não responderá quando seu nome for chamado.

7 truques para ensinar seu cachorro fazer xixí e cocô no lugar certo

11:24 0 Comments A+ a-

Seu cachorro tem o hábito de fazer xixi e cocô pela casa toda? Hoje vou ensinar você a educar seu filhote ou cachorro adulto a fazer necessidades no lugar certo. Lembre-se: tenha paciência, não desista é preciso de persistência e dedicação.
1) Separe um local para ele sempre fazer as necessidades ali. Cubra com jornal ou com um tapete higiênico, que você encontra no petshop.
2) O local deve ser longe da comida ou de onde seu animal dorme. Eles naturalmente têm preferência por locais assim.
3) Quando ele começar a fazer suas necessidades no lugar certo, mostre que ficou feliz, fazendo um carinho ou dando um petisco. Esse reforço positivo irá lembrá-lo de fazer sempre no mesmo local.
4) Jamais dê bronca em seu cachorro, caso ele faça as necessidades em outro lugar. Isso fará com que ele tenha medo de fazer as necessidades e não aprenda o lugar certo.
5) Evite limpar suas necessidades na frente do seu cachorro. Isso pode fazer com que seu cachorro entenda que assim ele chama sua atenção, e ao invés de mudar o comportamento, ele continuará fazendo no lugar errado.
6) Se você ver que seu cachorro está fazendo no lugar errado, interrompa e mostre o lugar certo. Caso ele mude para o lugar que você indicou, use o reforço positivo. dando os parabéns, elogiando.
7) Dê um nome para a atividade como “ir ao banheiro”, “fazer xixi”, isso ajudará o seu cachorro assimilar o comando quando levá-lo ao lugar certo.

Tudo sobre Pinscher

10:46 0 Comments A+ a-

Família: terrier, pinscher
Grupo do AKC: Toys
Área de origem: Alemanha
Função Original: caçador de pequenos parasitas
Tamanho médio do macho: Alt: 25-31 cm, Peso: 3-5 kg
Tamanho médio da fêmea: Alt: 25-31 cm, Peso: 3-5 kg

Outros nomes: Reh Pinscher, zwergpinscher
Posição no ranking de inteligência: 37ª posição  


Origem e história da raça

O Pinscher Miniatura não é uma versão miniatura do Doberman Pinscher. Na verdade, ele é o mais velho dos dois. Existem poucas pistas sobre a origem do Pinscher, mas vale a pena notar que um cão do tamanho de um gato parecido com o Mini Pinscher foi retratado em uma pintura do século 17. No século 19, muitas pinturas mostravam cães claramente do tipo Pinscher. Esses cães provavelmente vieram de cruzamentos entre um pequeno terrier de pelo curto (Pinscher Alemão) com Dachshund e Greyhound italiano. Muitos dos traços dessas raças podem ser vistos nos Mini Pinscher de hoje: a forte estrutura óssea, o mau humor e a coloração preto e castanha do Pinscher Alemão; a coragem e a coloração vermelha do Dachshund; e a elegância, jovialidade e movimentação ágil do Greyhound italiano. E o Pinscher Miniatura é ainda mais do que a soma dessas partes: ele talvez seja a raça mais cheia de energia do mundo! Esses pequenos “spitfires” alemães foram criados no início do século de 1800 para ser uma raça específica, o Reh Pinscher, nome escolhido por sua semelhança com o pequeno veado alemão (reh). “Pinscher” quer dizer simplesmente “terrier”. No final do século de 1800, o objetivo era produzir os menores espécimes possíveis, o que resultou em cães aleijados e feios. Felizmente, a tendência se inverteu, e em 1900, o destaque voltou a ser a elegância e a solidez. O Mini Pinscher se tornou um dos mais competitivos e populares cães de exposição da Alemanha da pré-Primeira Guerra Mundial, mas depois da guerra a raça caiu em números. Seu futuro ficou nas mãos dos cães que tinham sido exportados antes da guerra. Sua popularidade continuou a crescer na América, e ele recebeu o reconhecimento do AKC em 1929. Apelidado de “rei dos toys”, o Mini Pinscher foi acumulando admiradores e é hoje uma das mais populares raças nos Estados Unidos.

 Temperamento do Pinscher


Uma das raças mais cheias de energia, o Pinscher é uma eterna máquina em movimento. Ele é ocupado, curioso, jovial, corajoso e imprudente. Ele mantém traços terrier e tende a ser teimoso e independente. Ele gosta de caçar pequenos animais e é um pouco reservado com estranhos. Se você quer uma raça calma, o Pinscher não é o ideal pra você.

Como cuidar de um Pinscher


O Pinscher precisa de muita atividade. Em função de seu pequeno tamanho, ele se satisfaz com exercícios dentro ou fora de casa. Mas independentemente disso, ele precisa de várias atividades ao longo do dia. Ele adora correr ao ar livre em área segura, mas odeia o frio. Esse cachorro não deve viver ao ar livre. O pelo é fácil de manter, e basta escová-lo de vez em quando para remover pelos mortos.