Aprenda a recuperar fotos excluídas no Android

Você já excluiu um monte de fotos com a finalidade de liberar espaço no seu smartphone, mas depois se arrependeu? Ou já apagou por acidente imagens importantes? Saiba que existem vários recursos e métodos que podem ajudar na tarefa de recuperá-las. Veja a seguir alguns deles.

1. Use um aplicativo da Google Play Store
Para recuperar as suas fotos, você não precisa ter um dispositivo rooteado, pois existem muitos aplicativos para esse fim. Um deles é o DigDeep Image Recovery, que funciona em dispositivos rooteados e não rooteados. É uma das formas mais fáceis de conseguir os seus arquivos de volta. Assim que abrir o app, você vai notar que ele já começa a varredura para achar as fotos excluídas. No fim, ele as exibe em pastas. Toque sobre uma delas e selecione as que você deseja recuperar.
Outro bom app da Google Play Store é o DiskDigger recuperação fotos, que também funciona em aparelhos rooteados e não rooteados. Ao abri-lo, toque sobre o botão "Iniciar varredura básica de fotos". No caso da versão Pro, você pode escolher em qual partição do dispositivo deseja fazer uma varredura mais profunda. Depois que a análise for concluída, selecione os arquivos você quer ter de volta e toque sobre o botão "Recuperar".

2. Use um software de recuperação no Windows/Mac/Linux

Há vários softwares de recuperação disponíveis na web, como o EaseUS MobiSaver. Com ele, você pode apenas visualizar os dados na versão gratuita, mas para recuperá-los você vai precisar comprá-lo por US$ 39,95. Além disso, para funcionar, o seu smartphone deve ser rooteado.
Veja abaixo o passo a passo para recuperar suas fotos usando o EaseUS MobiSaver.
  • Conecte o seu dispositivo Android no USB do seu computador.
  • Habilite o modo desenvolvedor no seu dispositivo e permita a depuração USB: vá em Configurações > Sobre o telefone e toque sobre o "Número da versão" sete vezes. Depois, acesse "Configurar" e toque sobre "Programador". Em seguida, ative a função "Depuração USB".
  • Abra o aplicativo. O nome do seu dispositivo será exibido quando conectado com sucesso. Clique sobre o botão "Start".
  • O software começará a escanear o seu smartphone e mostrará quais dados podem ser recuperados.
  • Quando a análise for concluída, marque todas as fotos e outros arquivos que quiser recuperar e clique sobre o botão "Recover". Pronto! Você terá todas as suas fotos de volta. 
Outras ferramentas similares são o RecoveryAndroid, que é gratuito, o FonePawe o 7-Data Recovery.

3. Use o Google Fotos

O Google Fotos não ajudará no caso de recuperação de fotos excluídas se você nunca o tiver usado antes, por isso recomenda-se manter um backup de suas fotos para um futuro uso. Caso você tenha o "Backup & sync" ativado no Google Fotos, a tarefa de restaurá-los é facilmente realizada. Se você usa o Google Fotos como seu app de galeria primária, basta ir até a "Lixeira" e selecionar as fotos que deseja restaurar.

***

Como você viu, há maneiras de recuperar fotos excluídas. Não é preciso se desesperar! Porém, se você não tiver um dispositivo rooteado, pode se deparar com algum problema na hora de recuperar as suas fotos. Já nos dispositivos rooteados, o processo de recuperação é sempre mais fácil. Uma dica para não perder nada é usar o Google Fotos e, alternativamente, você pode carregar e manter um backup de todas as suas fotos e vídeos por meio de alguns serviços de armazenamento em nuvem, como o Google Drive, o DropBox e o BlackBlaze.

Game of Thrones: Oitava temporada finaliza as filmagens da maior batalha da série e da História da TV

Produção bateu o recorde e passou 55 noites seguidas nas filmagens de um único episódio.
Game of Thrones acostumou o seu público a grandes cenas de batalha — com episódios memoráveis como The Spoils of War (7.04), Battle of Bastards (6.09) e Blackwater (2.09). Mas tudo indica que o maior dos confrontos ainda está por vir.
O sempre certeiro Watchers on the Wall reporta que a equipe passou exatos 55 noites seguidas filmando um único episódio da oitava temporada. A informação veio de uma publicação do assistente de direção Jonathan Quinlan, que escreveu uma nota de agradecimento (agora deletada) em uma rede social. O número estabelece um novo recorde para a série, pois é o dobro do que haviam gastado para filmar grandes batalhas de temporadas anteriores.
A maior sequência de batalha da história da série foi filmada nas locações do vilarejo de Moneyglass, em Toome, na Irlanda do Norte. O WoTW reporta que também foi usando fundo verde nas filmagens da batalha, que deverá acontecer em Winterfell. A probabilidade é que o episódio também seja estendido e figure entre os maiores da série, já que toda a oitava temporada deverá ter capítulos de longa duração.
As filmagens da oitava e última temporada de Game of Thrones continuam pelos próximos meses, com a estreia já anunciada para 2019.

Instagram: minha conta foi hackeada; como recuperá-la?


>>> Como recuperar conta do Instagram que foi hackeada?

Oi, Ronaldo! A minha amiga teve a sua conta hackeada no Instagram. O hacker alterou o número de telefone, nome do usuário e conta de e-mail. Como eu faço para tentar recuperar o acesso ao perfil? Mai Mendonça

Olá, Mai! O Instagram oferece um mecanismo de redefinição de senha para a maioria dos casos. Mas de acordo com o seu relato, será necessário recorrer ao suporte da rede social para tentar reaver o acesso a conta que teve as credenciais de acesso alteradas. Para entrar em contato com o suporte do Instagram, siga os passos descritos abaixo: 

1 - Abra o aplicativo do Instagram e toque na opção "Esqueceu seus dados de login? Obtenha ajuda para entrar". 

2 - Toque na opção "Usar nome de usuário ou e-mail".

3 - Preencha o campo com o nome do usuário da conta que foi hackeada.

4 - Toque na opção "Preciso de mais ajuda" e informe a conta de e-mail que estava vinculada ao perfil. 

5 - Marque a opção "Minha conta foi invadida". 

6 - Toque no botão "Enviar solicitação". 



Aguarde o recebimento das instruções enviadas para a conta de e-mail informada, para que seja possível recuperar o login será necessário informar a maior quantidade de informações complementares para comprovar a veracidade da reclamação.

>>> Vale a pena desativar o reconhecimento facial do Facebook para obter mais privacidade?

Oi, Ronaldo! Após a divulgação sobre o vazamento dos dados que o Facebook coleta dos seus usuários, eu li na internet que até as informações do rosto são utilizadas pela rede social. Vale a pena eu desativar o reconhecimento facial para ter mais privacidade? Maria Carolina

Olá, Maria Carolina! O reconhecimento facial é um recurso muito útil e simplifica as marcações de fotos durante as publicações, também serve como ferramenta de acessibilidade para que deficientes visuais possam identificar os amigos presentes nas fotos. Manter o reconhecimento facial ativo possibilita que o Facebook envie alertas sobre o uso não autorizados da imagens dos seus usuários, o que dificulta a criação de perfis falsos com fotos de perfis de pessoais sem o seu consentimento. É preciso levar em consideração todos esses benefícios antes de desabilitar esse recurso - a melhor maneira de proteger os dados pessoais é evitar a exposição excessiva nas redes sociais através das suas publicações.

>>> Como recuperar acesso a conta no Facebook após exceder a quantidade de tentativas de login?

Oi, Ronaldo! Eu possuo um perfil no Facebook há quase 10 anos, nele estão publicadas muitas fotos pessoais. Mas após trocar a senha não estou conseguindo entrar no na minha página, então realizei uma nova solicitação de redefinição de senha. E agora foi apresentada uma mensagem dizendo para eu tentar entrar mais tarde na rede social, pois realizei inúmeras tentativas. E agora? Inha Amaral

Olá, Inha! Ao exceder as tentativas de login você ativou o recurso de segurança criado para evitar que o seu perfil seja acessado por pessoas não autorizadas. Não existe uma maneira de abreviar o tempo desse bloqueio, você terá que aguardar durante algumas horas e repetir atentamente o processo de autenticação. 

5 das armas mais bizarras usadas na segunda guerra mundial

1. Cachorros-bomba

Por conta dos tanques, os alemães conseguiriam invadir rapidamente sobre muitos territórios, inclusive na União Soviética. Para combater isso, soldados da URSS treinaram cães para carregarem explosivo até embaixo desses tanques e, enfim, conseguir destruí-los – também matando os animais.
Nos campos de treinamento, onde os soldados escondiam comidas embaixo dos tanques, a ideia funcionou perfeitamente: os cães corriam em busca do petisco e seria possível detonar os explosivo. Porém, na prática a tática falhou. Ainda que um ou outro veículo tenha sido abatido, muitos dos cães voltavam para as trincheiras soviéticas e acabavam matando seus próprios aliados!


2. Spray de peido

Chamado de “Quem? Eu?”, esse era um composto químico que cheirava a estrume e foi projetado para ser usado por infiltrados franceses que o jogariam sobre oficiais alemães como forma de tentar desmoralizá-los. No entanto, apesar de meses de desenvolvimento, na prática foi constato que quem aplicava o spray acabava ficando mais fedido do que o alvo a ser contaminado. A arma acabou descartada e indo descarga abaixo.

3. Canhão de vento

Em períodos de guerras, a indústria bélica costuma dar saltos gigantescos de criatividade. Um caso notável foi o desenvolvimento de um canhão de vento, pelos alemães, que criava turbulências severas na atmosfera e poderia até mesmo derrubar um avião pego de surpresa.
A arma utilizava compostos químicos que lançavam uma rajada muito foto de vento e vapor de água que, a uma distância significativa, conseguia até mesmo quebrar tábuas de madeira! Ele nunca chegou a ser aplicado na prática porque não ficou totalmente pronto antes do fim da Segunda Guerra Mundial.

4. Morcegos-bomba

A ideia de usar animais nas batalhas não parou nos cães: norte-americanos estavam planejando soltar milhões de morcegos em cidades japoneses. Cada um desses bichinhos teria um tubinho repleto de napalm nas patas, que seria detonado após os voadores se instalarem em prédios.
A ideia era criar um caos com morcegos em chamas voando e incendiando o alvo escolhido, mas um acidente em uma base militar dos EUA acabou fazendo os cientistas abandonarem o projeto. Pouco depois, o advento das bombas atômicas enterrou de vez os planos de usar os morcegos na guerra.

5. Okha, a bomba pilotada

Os kamikazes foram soldados japoneses que deliberadamente jogavam seus aviões em alvos. Para maximizar o efeito desses “acidentes intencionais”, cientistas do Japão desenvolveram uma espécie de bomba pilotada: ela era levada por um bombardeiro até perto do alvo, liberada e pilotada por outro soldado, que escolheria seu alvo e transformaria seu avião-bomba em um míssil.
Na prática, porém, os próprios japoneses acharam a ideia meio absurda. Tanto que eles passaram a chamá-la de “Baka”, que significa algo como “idiota” em japonês. Ainda que tenha sido usada na guerra, ela não mostrou uma eficácia muito maior do que as explosões comuns dos kamikazes.


WhatsApp vai tirar botão para gravar áudio e trocar por algo melhor

botão de mensagem de voz no WhatsApp é irritante para muitos usuários: da exigência do toque pressionado ao longo do tempo da mensagem até possíveis escorregadas de dedo que gravam áudios desnecessários. Muito disso se deve ao fato de que o recurso foi colocado no WhatsApp em 2013 e, até hoje, não sofreu qualquer melhoria.

De acordo com o WABetaInfo, o botão pode mudar em breve. Isso porque o WhatsApp está experimentando uma nova maneira para você gravar mensagens. Agora, a ideia é que você consiga enviar mensagens de áudio sem ter que segurar um botão durante todo o tempo da mensagem.
Enquanto você grava uma mensagem de áudio, não será possível trocar mensagens de texto e arquivos de imagem
As imagens obtidas pelo WABetaInfo mostram um pouco mais disso. Bastará ao usuário tocar em um botão apropriado apenas uma vez, então, a gravação é iniciada. Ao mesmo tempo, um slide de cancelamento de mensagem será exibido na parte inferior da tela. Para finalizar, um segundo toque no botão.
Vale notar que, enquanto você grava uma mensagem de áudio, não será possível trocar mensagens de texto e arquivos de imagem — a tela fica "bloqueada" para você gravar a sua mensagem.
whatsappWhatsApp
Ao que parece, a atualização do botão chegará para todos os smartphones com WhatsApp. Porém, isso deve acontecer ao longo dos próximos meses em atualizações.
  • O que você achou? Dê a sua opinião nos comentários

Como tirar foto e selfie no celular com o controle por voz


Tirar fotos pelo celular pode ficar ainda mais fácil com as assistentes virtuais do Android e iPhone (iOS). Os softwares entendem comandos de voz para tirar selfies, gravar vídeos e até fazer fotos panorâmicas, no caso da plataforma da Apple. O recurso é útil para encurtar o caminho e capturar fotos rapidamente, inclusive à distância.
No tutorial a seguir, veja o passo a passo de como usar a voz para ativar a câmera pela Siri e Google Assistente. Vale lembrar que as imagens foram feitas em um iPhone, mas, no caso da assistente do Google, as dicas também valem para usuários de Android.
Aprenda a usar a Google Assistente e a Siri para tirar fotos no celular (Foto: Divulgação/Google)Aprenda a usar a Google Assistente e a Siri para tirar fotos no celular (Foto: Divulgação/Google)Aprenda a usar a Google Assistente e a Siri para tirar fotos no celular (Foto: Divulgação/Google)

Siri (iPhone)

Abra a Siri e diga o comando desejado. Você pode acionar a assistente virtual falando "E aí, Siri" ou mantendo o botão Home pressionado por alguns instantes. Agora, fale uma das frases a seguir. O aplicativo da câmera será aberto, já no modo selecionado.
  • "Abrir câmera"
  • "Tirar uma panorama"
  • "Tirar um selfie"
  • "Tirar uma foto"
  • "Gravar um vídeo em câmera lenta"
Use a Siri para tirar fotos no iPhone (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Use a Siri para tirar fotos no iPhone (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Use a Siri para tirar fotos no iPhone (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Google Assistente (Android)

Passo 1. Abra o Google Assistente – diga “ok, Google” perto do telefone – e fale o comando desejado. A câmera é aberta dentro do próprio app com um timer e a foto é tirada automaticamente. Os comandos são os seguintes:
  • "Tirar foto"
  • "Tirar selfie"
  • "Gravar vídeo"
Abra a Google Assistente e fale o comando desejado (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Abra a Google Assistente e fale o comando desejado (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Abra a Google Assistente e fale o comando desejado (Foto: Reprodução/Helito Bijora)
Passo 2. A foto, selfie ou vídeo será exibida na tela. Toque sobre ela para visualizar em tela cheia. Caso queira, use o botão de compartilhamento, no canto superior direito, para enviar a foto no WhatsApp, Messenger ou redes sociais.
Visualizando foto capturada pela assistente (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Visualizando foto capturada pela assistente (Foto: Reprodução/Helito Bijora)
Visualizando foto capturada pela assistente (Foto: Reprodução/Helito Bijora)
Aproveite as dicas para tirar fotos usando as assistentes virtuais do iPhone (iOS) ou Android.